Wednesday, August 13, 2008

Querido diário


Já fazia tempos que eu desejava comprar um belo Moleskine e daí depois de fuçar muitos modelos , lojas online, preços , etc. acabei chegando no Atelier de Encadernação Portfólio, já conhecia há muito tempo mas agora elas abriram este belíssimo espaço com show room super transado e tinha uma série só com tecidos da Amy Butler, um sonho!!
Depois de ter me deliciado admirando e pegando todos os tipos e modelos, escolhí um para mim e outro para Camila, capa rosa, claro!
Eu gosto de oferecer materiais de boa qualidade à ela e mostrar o valor de cada objeto que ela tem, sejam coisas caras ou baratas, não importa. Mas digamos que um lápis de marca tenha algo de especial quando você escreve, ele desliza gostoso no papel, um papel de qualidade também tem uma característica que a gente não sente num papel qualquer... Tintas, pincéis, tecidos, argila,quando oferecemos material adequado e de boa qualidade tudo flui, fica bonito e a criança tem um retorno imediato de satisfação pelo seu trabalho.
Uma dica boa é depois dar uma passada na nova loja Empório Artístico Michelangelo ( aquela que antigamente a gente ía na Faria Lima) onde acontecem oficinas para crianças de artes e tem muitas novidades na área de pintura , DELÍCIA!!


Postar um comentário

5 comments:

Beti Copetti said...

É interessante que quanto mais a tecnologia invade nossa vida, mais gostamos de coisas antigas e quentes, como cadernos, lápis com ponta macia, recortes colados , todos ao alcance dos olhos!

Mina said...

Com certeza este "aconchego" é muito valorizado hoje em dia Beti!
Beijos!!

Bruna said...

Eu tenho paixão por cadernos artesanais também.
Sobre o "aconchego", acho super legais as suas atividades com a Camila, e os valores que passa para ela :)
beijo

ana sinhana said...

Concordo, Mina!
Um papel de qualidade é algo delicioso, assim como lápis e tinta!!!

Mina said...

Bruna, cadernos nunca são demais não é?!!! Obrigada pela visita! Eu adoro fazer atividades com a Camila principalmente porquê ela é uma criança que sabe me ouvir e assim temos um diálogo muito gostoso! beijos!
Ana, nada melhor do que material de qualidade não é? Digamos que um tecido japonês é a coisa mais maravilhosa do mundo... =)