Saturday, September 06, 2008

O Ipê Amarelo


A primeira coisa que me vem à memória é um pé de ipê imenso que eu vía na estrada chegando na cidadezinha de Lavras, MG onde eu nascí. Eu voltava para lá todas as férias para ver meu pai que trabalhava na Metalúrgica Matarazzo , era a melhor época do ano, não precisava ir à aula , ficava pertinho do meu pai e saía para pescar, brincava no quintal grande com os cachorros, entrava na piscininha que agora , lembrando era nada mais que um tanquinho!

Todos os anos não sei exatamente desde quando mas eu fico esperando para ver as flores do ipê no bairro aqui onde eu moro. Já fico de olho nos três pontos principais digo, três "pés" que são meus queridos e todo ano eu tiro fotos, guardo na minha pasta no notebook porquê sei lá a razão, é uma necessidade fotografá-los sempre que florescem.
Elas nos lembram que mesmo no inverno, este tempo frio e tenebroso de dias cinzentos e rostos gelados, o amarelo intenso contrastando com o azul do céu, é tão engrandecedor que apenas admirá-las já nos aquecem o coração e sua beleza ilumina os olhos de quem as contempla.

Rubem Alves sabe descrever como ninguém os sentimentos, suas observações são brilhantes, suas palavras são envolventes e ele escreve sobre os ipês, além do amarelo...


Postar um comentário

3 comments:

Céres said...

gosto muito das tuas fotos e dos teus escritos!! o ipê amarelo é mesmo inspirador e tuas lembranças completam lindamente a fotografia.

Mina said...

Olá querida Céres,
muito obrigada pelas suas valiosas palavras!

Fabiana said...

Viajei no tempo agora, Mina.
Aqui na minha cidade tem muitos ipês, são lindos, mas apartir de agora vou admirá-los mais...
Bjos