Wednesday, October 15, 2008

Do aconchego do lar

Detalhe do meu Caderno de Receitas



O livro que estou lendo e adorando: The Gentle Art of Domesticity de Jane Brocket

É com uma enorme voracidade que estou lendo este livro pois ele tem um punhado de fotos maravilhosos, textos envolventes e tudo que está escrito pela Jane é absolutamente "pensável".
Ela conta a delícia de viver a vida em casa, não como uma simples "do lar" mas viver com um certo estilo crafty de ser, cuidando dos detalhes dos quartos, das cortinas, fala da culinária , das cores e sabores dos temperos, de coleções, de botões, das estações do ano que mexem com a forma como vestimos nossos filhos e marido e a casa em si. O alimento que se cozinha em determinadas épocas e fala também de arte, muita arte. Ela ama o cinema e dá diversas dicas de filmes, novos e antigos, descreve com tanta paixão cada um deles...
E eu concordo com seus ensinamentos de que se temos esta opção, esta oportunidade de dedicar nosso tempo ao lar, podemos observar e ter momentos de muita reflexão, podemos aproveitar melhor a vida fazendo um saboroso jantar para a família , arrumando a mesa de uma forma atenciosa, estar presente na vida dos filhos...

Vejo um olhar de felicidade quando vou buscar a Camila na escola, todos os dias, é rotina sim, mas esta rotina traz segurança para ela. Ela sabe que sempre estou lá fora, quando a tia abre o portão e não é o homem da perua ou a babá que vem buscá-la ( embora ela tenha a maior curiosidade de como é ir embora de ônibus escolar!) , com aquela frieza de pegar a mochila e a lancheira e com a obrigação de levar a criança com segurança e logo para casa.
Nossa hora de ir embora da escola é super divertida pois às vezes esta rotina termina logo quando nos encontramos, dá vontade de comer um cachorro quente na Usp? ótimo , isso é na 4a. feira. Dia de brincar um pouco no parque, vamos! Voltar logo para casa para preparar um jantar para nós três ? Tô com os ingredientes prontos na cozinha! É só escolher um dos 5 aventais que eu fiz ultimamente! A comida que preparamos é muito mais saudável e gostoso quando feito à 4 mãos e mais nutritivo do que um pedaço de pizza! Ah, a pizza, isso é bom amanhecido!!!

E por aí vai, usamos muito o livro de receitas ou o meu caderno de receitas onde colei numa das páginas um papel com a receita escrita pela minha mãe. Quero guardar de lembrança algo que foi escrito com suas próprias mãos, seus traços delicados, pequenos que vejo desde criança até agora. Não mudou muito... E que ela , minha mãe, me escreva mais papéizinhos para eu colar no caderno que ela me deu quando era adolescente.



Postar um comentário

1 comment:

Pil said...

Lindo relato Mina! Acho encantador o modo como escreve! Eu tbm planejo um dia dedicar um pouco mais do meu tempo para minha familia, mas as vezes fico com medo de não ser tão atenciosa e detalhista quanto eu gostaria.

bjs,